Como escolher as cores da decoração | parte 2


Como combinar as cores numa decoração é a dúvida de quase todos os que se enveredam por decorar sozinhos a sua casa. Mas com um pouco de atenção e cuidado dá para entender porque algumas decorações coloridas ficam lindas e se você tentar fica um lixo.


Primeiro gaste um pouco de tempo para entender a teoria das cores que aqui está resumido de uma forma simples.
As cores primárias


Como o nome já diz são as primeiras cores, aquelas que não se obtém de nenhuma outra cor e a partir das quais todas as outras são formadas e são estas: azul, amarelo e vermelho.


A partir da combinação dessas 3 cores é que formamos as cores secundárias e que são representadas juntamente com as suas primárias formantes no círculo cromático:

Juntando as cores secundárias com as primárias vamos ter as cores terciárias, nas misturas de cores terciárias teremos as quartenárias  completando o circulo cromático desta forma:
Este círculo nos ajuda muito no entendimento e classificação das cores quanto a temperatura: cores frias e as cores quentes.

 


Os tons pastel são obtidos adicionando o branco a qualquer uma das cores, ou seja, dá-se luz às cores.


Complementares são as cores diametralmente opostas no círculo cromático, basta marcar uma reta no meio da cor e encontraremos do outro lado sua cor complementar. E as cores vizinhas são chamadas de análogas.

 

Cada um desses gomos ou fatias forma uma matiz de cor, que tende ao infinito de tonalidades, onde inicia-se com o mais próximo de preto e termina ao mais próximo do branco, as matizes de cores primárias e secundárias, e sua variação em terciárias ou quartenárias e ainda a adição do preto ou branco, que podem ser reproduzidas por algum meio, formam a gama de cores. Cada empresa que trabalha com cores, tem a sua gama de cores, ou seja, as cores que ela é capaz de produzir, seja em vinil, tinta, tecido, papel etc.
Tendo em conta esses conceitos fica mais fácil entender como a decoração  é feita e o sucesso é quase garantido!
Vamos começar então por esclarecer algumas opiniões: decoração é algo pessoal, é feito para você, para você sentir-se bem. Não adianta vim com tendências da moda. Dizem que a tendência para o ano tal é a cor “GOIABA”. A nossa primeira pergunta é: “quem decidiu isso?” e “porque nós  temos que seguir o mau gosto dessa pessoa?”, certamente estará fora de moda todas as cores que o cliente não gosta.
Em uma boa decoração seguem-se as técnicas, a proporção e o bom gosto. Então vamos primeiro às técnicas.
Para quem vai  aventurar-se na combinação de cores sem a ajuda de um profissional, sem uma perspectiva ou mesmo sem um estudo 3D e uma foto realística (não faço projeto sem fazer uma foto realística). Existem truques básicos.
O primeiro truque é não utilizar cores complementares. São as mais fáceis de errar, no entanto, são também as  que produzem os melhores acertos. Se você não tem segurança no que está a fazer e tem medo, esqueça as cores complementares. Veja bons exemplos de decoração com cores complementares.

 

Thumb_amarelo-e-violeta-dourado-sala


Utilizar tons da mesma matiz é sempre acerto, os erros acontecem pelos excessos e pelo monocromatismo. Que pode ser quebrado com a cor complementar.


Matiz de amarelo

matiz de cor

como escolher cor



Matiz de bege
como escolher cor

 

como escolher cor

 

como escolher cor
Matiz de laranja
como escolher cor
como escolher cor
Matiz de verde
como escolher cor
como escolher cor
Matiz de vermelho
cores-monocromaticas
como escolher cor




Quebrando o monocromatismo com a cor complementar.



como escolher cor
veja como o vermelho se destaca

 

como escolher cor da sala
Harmonizando com o amarelo
RESUMINDO:
  • Prefira decorar o ambiente com cores análogas, a chance de erro tende a zero.
  • Evite as cores complementares na predominância do ambiente a tendência de erro é grande.
  • Use as cores complementares em objetos para quebrar o monocromatismo.
  • Tenha em mãos sempre o círculo cromático quando for decidir ou comprar objetos de decoração.

veja como nós aplicamos esses conceitos na casa de nossa leitora Aline: Como escolher cores para uma casa pequena | Parte2

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook